07. Igualdade de gênero, cadê?

25.11.2011

Por Ligiane de Meira

Hoje 25 de novembro é o “Dia Internacional para a Eliminação da violência contra a Mulher” que foi estabelecido pela ONU em 1999, para tentar diminuir a violência contra a mulher, que é uma das principais bandeiras da luta feminista, pois o número de mulheres que são espancadas todos os dias por seus companheiros é assustador e ainda resta saber qual é o número real, porque as denuncias são apenas a ponta do iceberg.

Essas questões, por mais que o governo brasileiro dê uma certa importância, ainda é insuficiente para combater realmente tudo o que está acontecendo. Não temos juízes especializados, direcionados para julgar os casos de agressão à mulheres, deixando-os em segundo plano, presumindo que temos outras questões mais sérias para discutir.

O problema disso é que muitas mulheres que conseguem vencer o medo e ir a frente, não conseguem que sua causa seja julgada, desanimando no meio do caminho, porque a justiça para esse tipo de caso é muito lenta. Isso quando vai a julgamento e o agressão é realmente punido.

A sociedade patriarcal que coloca a mulher como propriedade, como coisas, faz crescer isso a cada dia. Quando acompanho casos de mulheres que sofrem esse tipo de agressão tenho uma sensação horrível de impotência. Porque por mais que vá a julgamento, leve-se isso adiante, o tempo que a justiça leva para prender o agressor, tomar medidas restritivas, o agressor já seqüestrou, matou ou agrediu a vítima novamente.

A mulher vítima de agressão, que demora muito tempo para conseguir vencer o medo, denunciar e ir à frente, pode não ter apoio familiar, facilitando a ação do agressor que mantém a vítima sobre o terror da violência doméstica. Nesse quadro da nossa sociedade brasileira e mundial (uma a cada quatro mulheres no mundo já foi agredida http://esquerda.net/dossier/manifesto-da-marcha-pelo-fim-da-viol%C3%AAncia-contra-mulheres) que é extremamente violenta com suas mulheres, ainda tem gente que vem me dizer que existe igualdade de gênero, porque as mulheres podem fazer tudo o que os homens fazem e de salto algo ainda.

Que propaganda enganosa essa. Que mentira tudo isso. Se realmente tivéssemos igualdade mulheres não seriam espancadas todos os dias, sofreriam com ameaças constantes de seus companheiros, se submetendo a irá e desprezo de homens que pensam que são donos dos corpos femininos.

E acredito que esse quadro só começará a mulher se o governo brasileiro instalar políticas públicas cada vez mais eficazes de combate à violência doméstica, com pessoas realmente especializadas para atender esse tipo de caso, com delegad@s, juízas e juízes, psicólogos, assistentes sociais, focados no combate à violência contra a mulher.

Anúncios

Uma resposta para 07. Igualdade de gênero, cadê?

  1. Belíssimo texto!Parabéns! Se houvesse no Brasil mais pessoas com esse pensamento e atitude, nosso país estaria muito melhor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s