25. Mulheres Brasileiras

26.09.2011

por Edmilson Lacerda

Para quem acompanha o Mulheres de Segunda há tempos, sabe que minhas colunas são semanais, assim como o é o programa inédito postado todas as segundas-feiras. O que está acertado desde os primórdios é que devo abordar o tema da semana, mas se a abordagem será total ou parcial depende exclusivamente deste que vos escreve.

Isto me dá certa liberdade para ser mais literal ou alçar vôos mais altos e audaciosos. E isto não é pouca coisa. Por ser um blog com conteúdo focado em gênero, se fosse para escrever dentro do “quadrado” do programa, haveria uma limitação bastante grande. Assim se a temática é sobre mulheres alpinistas, eu posso escrever sobre mulheres ou sobre as montanhas numa boa, sem que isto fique descontextualizado.

Pois bem, nesta semana não conseguirei fazer nem uma coisa nem outra. Falar sobre mulheres latino-americanas e suas diferentes realidades é tão complexo que simplesmente não consigo traçar uma linha de raciocínio. Confesso também minha ignorância em relação a América Latina. Nunca viajei para os países do continente. Passagens pela fronteira para fazer compras em Ciudad del Leste no Paraguai ou para tomar Budweiser e comer frios na feirinha em Puerto Iguazú na Argentina, definitivamente não contam como experiência cultural séria. Sem dúvida que são válidas, principalmente a parte que diz respeito a tomar uma Bud ultra gelada, mas não vão me ajudar a entender as relações de gênero no território dos nossos hermanos.

Estou mais ou menos na linha do Chico Anísio, que certa vez foi questionado por um repórter sobre a legitimidade de escrever um livro sobre casamento, já que ele havia casado e descasado diversas vezes. Ele respondeu sabiamente que sim, que entendia de casamento, pois o João que casou e viveu com a Maria por 50 anos entende da Maria e não de casamento.

Sou como o João do exemplo do Chico. Conheço as mulheres brasileiras, mas não posso dizer em que elas diferem das mexicanas, venezuelanas ou colombianas. Para traçar este paralelo precisaria ser um estrangeiro.

Certa vez morei com um turco chamado Koray numa universidade americana por trinta dias. Ele ficou apaixonado por uma brasileira e achava que era correspondido. Perguntei por que ele tinha esta certeza e ele disse que ela o abraçara e conversara olhando no seu olho, bem pertinho. Para ele era um sinal claro de interesse e paixão.

Em outra ocasião um professor americano falou que as brasileiras eram muito quentes e que nós tínhamos o hábito de nos abraçarmos e beijarmos o tempo inteiro. A insinuação foi maliciosa, como se fossemos devassos. Certamente ele associou os costumes a uma suposta liberalidade maior por parte das mulheres.

Um terceiro exemplo também merece ser comentado. Em Istambul um habitante reconhecendo o nosso idioma, puxou assunto nas ruas e falou que conhecia o Brasil, morara em São Paulo e namorara uma brasileira, mas antes de casar voltou para Istambul. Perguntei por que ele não casara, e ele respondeu olhando para direto para a Camila: “As brasileiras são muito bravas.”.

Por esta pequena amostragem e colocando-me no lugar de um estrangeiro, posso deduzir que a mulher brasileira é firme, demonstra suas opiniões de igual para igual com os homens, não se acanha em demonstrar interesse e tomar a iniciativa, o que de certa forma é visto por outras culturas como vulgaridade e imoralidade.

Não esqueçamos que o Brasil tem dimensões continentais, e que a realidade do sul e sudeste difere do norte e nordeste. Mas em linhas gerais a coisa por estas bandas é mais equilibrada do que em diversas culturas pelo mundo afora. A mulher brasileira é extrovertida, participativa e sedutora. Tem uma posição firme dentro dos lares e está ampliando gradativamente esta liderança, conquistando espaços em todas as áreas. Os homens brasileiros passaram por um momento de letargia e despreparo, mas esta fase está passando. A tendência é positiva.

E com a nossa Presidente, o Brasil passou a ser exportador de modelo feminino para o mundo. E isto será bom para melhorar a visão que os gringos têm de nosso povo e principalmente de nossas mulheres.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s